Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Suely Kofes
Antropóloga, professora titular no Departamento de Antropologia do IFCH/UNICAMP, como professora e pesquisadora. Suas pesquisas antropológicas preocupam-se com a experimentação etnográfica, com pesquisas sobre temas distintos e em campos etnográficos distintos. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: etnografia e a perspectiva biográfica; experiência e narrativa; antropologia, processos de diferenciação e reconhecimentos identitários (diferença e identidade); temas concernentes ao campo dos estudos sobre raça e gênero; ritual, cosmologia, associativismo e política. É uma das coordenadoras do LA’GRIMA (Laboratório Antropológico de Grafia e Imagem), recém-criado no Departamento de Antropologia do IFCH/UNICAMP.
 
 

 

 
Vida e grafias: narrativas antropológicas entre biografia e etnografia

Suely Kofes.(org.)
Daniela Manica .(org.)
.
.
.
Esta coletânea pretende explorar a multiplicidade de aspectos que envolvem os modos como a antropologia tem pensado a escrita (grafia), tendo como pontos de convergência a escrita etnográfica e biográfica. A reunião dos diversos artigos e temáticas oferece um panorama instigante para se pensar criticamente a questão biográfica e os pressupostos que a sustentam: a individualidade, o self, o sujeito, o indivíduo, a coerência da vida, os percursos percorridos. Ao propor um conjunto heterogêneo de possibilidades de apreensão narrativa (daí a questão gráfica) sobre a vida, os textos indicam os limites da distinção (muitas vezes conceitual) entre “indivíduo” e “sociedade” e sugerem o potencial de se apropriar da pretensão biográfica para explicitar conexões diversas. Ou seja, os artigos contam como o estilo antropológico de constituir narrativas (a etnografia) através de um enfoque biográfico e de meios distintos, combinados e não dicotômicos (escrita e imagens), permite falar da vida levando-se em conta a sua complexidade e extensão. Isso explica a diversidade de temáticas que compõe a coletânea: música, skate, carreiras artísticas e científicas, processos judiciários, neonazismo, literatura, foto(bio)grafias, cidades e lugares.