Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Eneida Oto Shiroma
Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com pós-doutorado na University of Nottingham.
 
 

 

 
Política educacional

Eneida Oto Shiroma.
Maria Célia Marcondes de Moraes.
Olinda Evangelista.
.
.
Apresenta as formas pelas quais as recomendações das agências multilaterais (Banco Mundial, CEPAL, UNESCO, UNICEF etc.) têm sido acatadas, descartadas ou adaptadas pela recente política educacional brasileira. Os documentos revelam as articulações entre as reformas da década de 1990 e as orientações desses organismos, evidenciadas sobretudo na anunciada “revolução copernicana” promovida pelos governos de Fernando Henrique Cardoso. Aqui se destaca como o consenso sobre as reformas é alcançado graças ao sutil exercício linguístico de um novo vocabulário que ressignifica conceitos e subverte sinais, de modo a torná-los condizentes com os novos paradigmas da mudança almejada para a educação no país.

 
 

 

 
Iluminismo às avessas: produção de conhecimento e políticas de formação docente

Maria Célia Marcondes de Moraes.(org.)
.
.
.
.
Congrega as políticas de formação docente nos anos 1990. Estuda-lhes os direcionamentos e conceitos, com base numa interlocução com as ciências sociais e a filosofia, por meio do exame de documentos oficiais, nacionais e internacionais relativos à educação. A primeira parte do livro oferece elementos a fim de compreender o projeto político que, em sua cruzada cultural para desfertilizar a escola, investiu na formação de um docente “desintelectualizado”, pouco adepto ao exercício da crítica. A segunda parte aborda o ceticismo epistemológico vigente e o empobrecimento do ato de conhecer, que desqualificam a necessidade humana de inquirir acerca de questões relativas à natureza do objeto e do próprio conhecimento.