Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Gilberto Ferreira da Silva
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e bolsista de pós-doutorado do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ). É pesquisador do cnpq e professor titular do Centro Universitário La Salle (mestrado em Educação e curso de Pedagogia). Atua nos grupos de pesquisa: Educação Intercultural e Movimentos Sociais (UFSC); Políticas de Formação de Educadores e Relações entre Variáveis Socioculturais e Educação (Unilasalle).
 
 

 

 
Identidades docentes 1

Dóris Maria Luzzardi Fiss.(org.)
Laura Souza Fonseca.(org.)
Leonidas Roberto Taschetto.(org.)
Martha Marlene Wankler Hoppe.(org.)
.
Com base em reflexões feitas por professores de diferentes instituições de ensino superior, este livro tem como foco a experiência da docência, os processos de formação discente e a produção de identidades advinda dessa convivência. A partir de relatos com referenciais teórico-metodológicos variados, são apresentadas investigações em temas atuais, como práticas formativas da educação de jovens e adultos (EJA), pedagogia, matemática, artes cênicas e segurança pública. Busca-se manter aceso o diálogo que faz da docência um saber heterogêneo e plural, ressaltando a relação professor/aluno como elemento indissociável para a compreensão do trabalho docente e da formação discente.

 
 

 

 
Educação intercultural: mediações necessárias

Reinaldo Matias Fleuri.(org.)
.
.
.
.
O acirramento dos conflitos bélicos, a expansão desenfreada da violência e do terrorismo, além da crise sem precedente das instituições sociais e jurídicas no Brasil e no mundo, manifestam a urgência do debate sobre os desafios interpostos pela realidade e comprovam a importância de elaborar e difundir a educação intercultural — método cuja proposta reside na valorização das diferenças, tendo em vista sua integração harmônica e equânime. Neste livro, as relações entre mídia e educação, examinadas segundo a perspectiva intercultural, dão ensejo a repensar práticas educativas, em que se construam e fortaleçam propostas voltadas para a conquista de uma convivência criativa entre distintos grupos socioculturais.