Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Rosa Maria Bueno Fischer
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós-Doutorado pela New York University. Professor Associado da UFRGS. Editora associada da revista Education Policy Analysis Archives/Arquivos Analíticos de Políticas Educativas. Membro do Comitê Consultivo do Scielo Educa, gerenciado pela Fundação Carlos Chagas.
 
 

 

 
Caminhos investigativos III: riscos e possibilidades de pesquisar nas fronteiras

Maria Isabel Edelweiss Bujes.(org.)
Marisa Vorraber Costa.(org.)
.
.
.
Em tempos de dissipação de limites, de movimentações em terrenos movediços, pesquisar nas fronteiras implica suspender as certezas, abdicar de rotas seguras e perder-se em regiões pantanosas, na expectativa de que isso permita fecundar ideias e projetos. A noção de limiar, ao sugerir riscos de aproximação com a instabilidade, indica, paradoxalmente, a possibilidade de sua ultrapassagem, a riqueza do delineamento de novos espaços, de inesperados territórios de poder, de outras formas de produzir saber e modos de ver. Ela é aqui tomada em sentido amplo, referindo-se a necessidades mutantes, ao surgimento de identidades visibilizadas em distintas geografias — territoriais, políticas, humanas e epistemológicas.

 
 

 

 
Caminhos investigativos II: outros modos de pensar e fazer pesquisa em educação

Marisa Vorraber Costa.(org.)
.
.
.
.
Dá continuidade às reflexões iniciadas com o objetivo de matizar o debate sobre a pesquisa em educação. Os textos discutem concepções, abordagens e formas de problematização de modo que se possa pensar a pesquisa além das preocupações demasiadamente metodológicas. Visam, dessa forma, a um espaço caracterizado pela pluralidade de ideias e de práticas que contribua para um debate cada vez mais polissêmico das questões hodiernas da educação. Seja qual for o foco de atenção, ele pode ser crivado de questionamentos que transformem a empresa investigativa em algo novo. Isso se reflete no entusiasmo com as possibilidades surgidas na aventura por caminhos pouco trilhados ou mesmo desconhecidos.

 
 

 

 
Caminhos investigativos I: novos olhares na pesquisa em educação

Marisa Vorraber Costa.(org.)
.
.
.
.
Concebido para pesquisadores preocupados com questões e decisões metodológicas, este livro contribui para criar saídas, frestas, desvios às grades totalizantes e homogeneizadoras das metanarrativas e buscar possibilidades para a singularização. A fim de participar do que Foucault denomina “política da verdade”, é preciso criticar o jogo de reprodução de modelos tão bem instaurado pela arquitetura epistemológica da “iluminação”, que instituiu a vigilância em todos os campos da vida social por meio de ditames tanto temáticos quanto metodológicos. Os autores apresentam seus próprios caminhos, seja na interlocução com a discursividade moderna, seja na tentativa de subversão de seus princípios.