Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores
 
  Willis Santiago Guerra Filho
Doutor em Ciência do Direito pela Fakultät für Rechtswissenschaft der Universität Bielefeld. Pós-doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor titular da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Professor colaborador nos programas de pós-graduação em Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Universidade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, bem como da pós-graduação "lato sensu" em Direito Constitucional da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, onde também coordena pesquisas sobre Direito e Religião.
 
 

 

 
A fidelidade à terra: arte, natureza e política — assim falou Nietzsche IV

Charles Feitosa.(org.)
Miguel Angel de Barrenechea.(org.)
Paulo Pinheiro.(org.)
.
.
Oriundo do simpósio A fidelidade à terra, integrante do evento periódico Assim falou Nietzsche, este livro reflete sobre o pensamento niet- zschiano e sua influência na cultura contemporânea. Nestes tempos niilistas, em que predominam o efêmero e o provisório, em que imperam a fugacidade dos projetos e a inconsistência dos valores, a proposta de permanecermos fiéis à terra é um sintoma da força de uma filosofia que agrega esforços pensantes quando tudo desmorona. O interesse renovado por sua obra comprova que Nietzsche vislumbrou questões fundamentais de nossa era. Na polifonia desta edição, ele não surge como o atiçador que conclama à uniformidade festiva, e sim convida à pluralidade crítica. (Ver Nietzsche e os gregos, p. 84.)