Home Editora Livros Notícias Onomástica Distribuidores

Lançamentos

Antropologia
Ciências
Ciências sociais
Cinema e teatro
Comunicação
Dança
Direito
Educação
Filosofia
Geografia
História
Infantis e juvenis
Literatura

Música
Pedagogia
Política
Urbanismo

Editora Circuito

Todos
Lista de preços

 

 
Trajetórias e narrativas através da educação ambiental

Adalberto Ribeiro.(org.)
Marcos Reigota
.(org.)
Raquel Possas.(org.)
.
.

DP&A
ISBN 85-7490-237-3Cód. barras 9788574902371
Brochura14×21cm160p.213g2003..
Col. Metodologia e pesquisa do cotidiano
R$ 25.00

A força motriz da história é a condição humana, em tudo o que ela tem de bom e mau. Todos temos sonhos, frustrações, desejos, expectativas, dúvidas, angústias, aflições. Somos forçados a ter de optar entre caminhos e a arcar com o que disso decorre. Enfrentamos desafios, ora ganhando, ora perdendo. Somos todos a matéria-prima das páginas do mundo.

Este livro parte dessa premissa em busca de um recorte conceitual específico: os anônimos sujeitos da história. É fruto dos trabalhos de conclusão da disciplina Fundamentos da Educação Ambiental (do mestrado em Desenvolvimento Sustentável, na Universidade Federal do Amapá). O tema, “Eu, sujeito da história”, fez os alunos e alunas buscarem o sentido social de sua existência.

 
  Sumário

Apresentação
Marcos Reigot; Raquel Possas; Adalberto Ribeiro

Trajetórias e narrativas através da educação ambiental
Marcos Reigota

De professora a educadora matemática e ambiental: uma história em construção
Raquel Possas

“É, meu filho, saudade dói”
Adalberto Ribeiro

A mulher e um ideal de vida
Belmira Silva Faria e Souza

De volta ao começo
Cláudia Chelala

Enfermagem: herança paterna
Francineide Pena

“Por que minha avó mora no meio da rua?”
Irani do Socorro Freitas da Costa Gemaque

Relato de uma paixão: extravagantes urbanidades
José de Ribamar Rodrigues de Souza

O tempo da vida no tempo da história
Maria Catarina Pinto Girard

Cidadão amazônico no meio do mundo
Sérgio Paulo de Souza Jorge

A mulher da ilha que não existe
Socorro Nazaré Mota Dias